Plantão
Mundo

Mulher é encontrada morta com cobra no pescoço em ‘casa de répteis’

Publicado dia 04/11/2019 às 11h57min
Laura Hurst foi estrangulada por uma píton birmanesa; na casa onde ela foi morta, foram encontradas outras 139 serpentes

A norte-americana Laura Hurst foi encontrada morta na última quarta-feira (30) em uma “ casa de répteis ” na cidade de Battle Ground, no estado de Indiana, nos Estados Unidos,a cobra estava enrolada no pescoço da mulher de 36 anos.

O dono da casa, que também não vive no local, Don Munson, encontrou Laura desacordada com uma cobra píton enrolada em seu pescoço. Ele conseguiu tirar a cobra , mas os paramédicos não conseguiram reanimá-la. Tudo indica que a mulher tenha morrido por estrangulamento, mas a causa da morte só poderá ser confirmada após a divulgação do resultado da autópsia.

Dentro da residência, foram localizadas outras 139 serpentes, todas em suas gaiolas e viveiros. Apenas a píton birmanesa, de 3,5 metros, estava fora de seu aquário. 

Hurst e Munson eram amantes de serpentes de longa data. Um advogado de Hurst disse ao Journal & Courier que as cobras faziam parte de suas negociações de divórcio:

píton é a cobra mais comprida com mundo e é nativa do sul e sudeste asiático.

Fonte: IG e Destaque Do Vale