JUSTICEIRA : Na PB Mulher mata homem que tinha matado seu esposo “Matei para não morrer”

Uma mulher, de 41 anos, foi presa suspeita de matar um homem, de 45 anos, em Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa, na manhã desta terça-feira (19), com um tiro na cabeça. Ela relatou que sofria perseguição e ameaças pelo homem, e que também teria sido estuprada por ele quando era adolescente.

A vítima utilizava tornozeleira eletrônica, possivelmente, segundo o delegado Ademir Fernandes, porque foi condenado pela morte do esposo da suspeita do crime, cometido há 3 anos. “Meu filho me disse: aquele cara foi o cara que matou o meu pai”, relatou a mulher, que não havia reconhecido o homem em outras vezes que ele apareceu, porque ele estava com a aparência diferente.

De acordo com o delegado, a mulher contou que a vítima apareceu em seu local de trabalho, num boxe próximo a um shopping do bairro, no último sábado (16). “Se não fosse eu, meu filho teria matado ele”, afirmou a mulher suspeita de cometer o crime.

Homem foi assassinado no bairro de Mangabeira

A mulher, que tem 10 filhos, foi rendida por um homem, que trabalha como segurança e estava no local. Ela disse que estava juntando dinheiro para comprar uma moto, mas, ao sofrer ameaças e perseguição, decidiu comprar a arma, na feira de Oitizeiro, para cometer o crime.

Ela foi levada ao quartel do Corpo de Bombeiros e, de lá, encaminhada à delegacia da Polícia Civil, em Mangabeira. A polícia ouve agora o depoimento dela para conduzi-la à Penitenciária de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão.

Destaque Do Vale

Jefferson Lima

Read Previous

Itaporanga: Polícia captura assaltante foragido de Campina Grande

Read Next

Mulher é pega no flagra tentando entrar com droga escondida dentro de salsichas em presídio no sertão da PB

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.