Salmão importado da Europa é o principal suspeito de novo surto de coronavírus na China

Um salmão importado da Europa é o principal suspeito de um surto novo de covid-19 que está paralisando Pequim, segundo as autoridades. De acordo com a cadeia chinesa CCTV, até a última quarta-feira, as autoridades da China só haviam proibido expressamente as importações de salmão da Europa, mas a repercussão começa a chegar ao Chile, segundo maior exportador do mundo.

“Apesar de não haver restrição oficial para a entrada do produto, o medo dos consumidores da China faz com que o salmão não esteja mais entrando no país”, afirma uma reportagem do jornal chileno La Tercera.

Mesmo antes da proibição, diversos supermercados e restaurantes se apressaram em retirar o produto de circulação.

Muitos dos produtores, no entanto, acreditam que o salmão logo será “inocentado”.

“Não existe evidência que sugira que o Sars-CoV-2 possa contaminar animais aquáticos”, disse o gerente comercial da empresa chilena Ventisqueros, Fernando Perez, ao jornal La Tercera.

“Isso já é passado para nossos clientes, e estamos monitorando as reações para ver como podemos retomar nossas vendas regulares”, disse.

Os produtores e o governo do Chile convidaram os chineses para fazer uma “inspeção remota” de três centros de criação de pesca. Uma das inspeções ocorrerá na sexta-feira.

Mas mesmo que as autoridades chinesas sejam convencidas de que não há riscos, ainda haverá a tarefa de convencer os consumidores chineses a mudar de ideia.

Com informações da BBC Brasil

Jefferson Lima

Read Previous

Bolsonaro inaugura obra do Rio São Francisco que irá beneficiar Paraíba

Read Next

Cinco municípios paraibanos não possuem casos de Coronavírus; um deles é no Vale

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.