Vídeo mostra revolta de comerciante autuado por manter loja de roupas aberta em Ribeirão Preto:

Um vídeo que rola na internet mostra a revolta de um comerciante ao ser autuado por manter aberta uma loja de roupas no Centro de Ribeirão Preto (SP), apesar das restrições contrárias contra o avanço do novo coronavírus.

A confusão ocorreu na tarde de segunda-feira (6) na Rua Florêncio de Abreu, segundo informações registradas em boletim de ocorrência. De acordo com o documento, além de ofensas por parte do suspeito, que tem 42 anos, a mulher do empresário, de 41, agrediu um agente de fiscalização de 60 anos, que teve ferimentos na boca e os óculos quebrados.

Nas imagens que circularam nas redes sociais, um empresário aparece diante de uma equipe de agentes de fiscalização dentro da loja e se nega a cumprir a determinação de fechar o estabelecimento.

Segundo o boletim de ocorrência, estavam no local representantes da Fiscalização Geral, da Vigilância Sanitária e da GCM, em atendimento ao decreto municipal que entrou em vigor esta semana.

Como justificativa para a recusa, o comerciante afirma que tem enfrentado dificuldades financeiras e que corre o risco de perder o negócio por conta das restrições impostas pelas autoridades, que o impossibilitam de trabalhar.

Em determinado momento da gravação, é possível ver que o lojista reabre uma das portas do comércio e grita diante dos agentes. “Deixa aberto. Não vamos fechar. Não vamos fechar”, grita.

A Polícia Civil registrou o caso como lesão corporal, infração de medida sanitária preventiva e desacato.

A loja foi lacrada e o dono deve ser ouvido pelo Ministério Público.

Jefferson Lima

Read Previous

Cavalo é encontrado com tornozeleira eletrônica no Ceará

Read Next

Time do Japão substitui torcedores por robôs; VEJA VÍDEO

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.