Mais de 1,5 bilhão de toneladas de máscaras acabaram no mar em 2020, alerta entidade

Estima-se que mais de 1,5 bilhão de máscaras, usadas para combater a pandemia do coronavírus, entraram nos oceanos em 2020, resultando entre 4.680 e 6.240 toneladas métricas adicionais de poluição marinha por materiais plásticos.

De acordo com um relatório recente, as máscaras podem levar até 450 anos para se decompor, transformando-se gradualmente em microplásticos, ao mesmo tempo em que têm um impacto profundamente negativo na vida selvagem e nos ecossistemas marinhos.

O documento, publicado pela entidade ambientalista OceansAsia, usou uma estimativa de produção global de 52 bilhões de máscaras feitas em 2020, uma taxa de perda conservadora de 3% e o peso médio de três a quatro gramas para uma máscara facial descartável.

O consumo de plástico tem aumentado constantemente durante anos e tem registrado um aumento significativo em 2020 devido à pandemia.

“Preocupações com a higiene e a maior dependência de alimentos para viagem levaram ao aumento do uso de plásticos, principalmente embalagens plásticas. Enquanto isso, uma série de medidas destinadas a reduzir o consumo de plástico, como proibições de sacolas plásticas descartáveis, foram adiadas, pausadas ou revertidas”, disse Gary Stokes, diretor de Operações da OceansAsia, citado pelo site “Unilad”.

Extra

Jefferson Lima

Read Previous

VÍDEO : Polícia acaba festa com 400 pessoas na casa de Elba Ramalho em Trancoso

Read Next

FACADA: Popular é vítima de tentativa de homicídio no mercado público no sertão Paraibano

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.